首页 | 学院概况 | 师资队伍 | 教学管理 | 学术科研 | 党建之窗 | 团学园地 | 招生就业 | 对外交流 | 资料下载 | 国别研究 
站内搜索:
 
  国别研究  
 
 俄罗斯研究中心 
 法国研究中心 
 乌克兰研究中心 
 葡萄牙研究中心 
 
 
  中心刊物    
OPROCESSODE DESENVOLVIMENTODOCURSODE LICENCIATURAEMLÍNGUAE CULTURAPORTUGUESANA UNIVERSIDADEDEESTUDOS INTERNACIONAISDETiANJIN
2020-06-26 ZhengShanpei    (点击: )

Introduçãogeral
A cooperação cada vez mais estreita entre a China e os países lusófonos tem determinado a abertura progressiva de cursos de licenciatura em língua e cultura portuguesa na China, os quais se destinam principalmente a alunos chineses universitários que pretendem estudar a língua portuguesa para se dedicarem a áreas profissionais relacionadas com a política, a educação, a cultura ou os média sinolusófonos.Naatualidade, existem cercade20 universidades chinesas com cursos de licenciatura em língua e cultura portuguesa. Entre elas, a Universidade de Estudos Estrangeiros de Beijng, a Universidade de Estudos Internacionais de Shanghai e a Universidade de Comunicação da China são as universidades que abriram os cursos de licenciatura em língua e cultura portuguesa mais cedo, nos anos 60 do século XX. E outras universidades abriram este curso só depoisde2004.
Nos últimos anos, especialmente depois de 2004, cada vez mais universidades abrem o curso de licenciatura em língua e cultura
portuguesa. Embora se encontrem muitas dificuldades em áreas diversas, tanto na criação do curso como em aspetos relacionados com a seleção dos manuais e outros materiais de apoio, a formação dos professores ou a cooperação com as universidades dos países lusófonos, as universidades tentam fazer esforços para resolver vários problemas e vencer as dificuldades encontradas. Entre elas, a UEIT é um caso que pode servir de exemplo dos esforços encetados para o desenvolvimento do seu curso de licenciatura em língua e cultura portuguesa.
A Universidade de Estudos InternacionaisdeTianjin (UEIT) abriuo curso de licenciatura em língua e cultura portuguesa em 2004 e recebeu os seus primeiros alunos em setembro de 2005. Até hoje, ao longo de 9 anos, ela já formou mais de 100 licenciados e tem quase 90 alunos presentemente na universidade. Vencendo várias dificuldades, a UEIT fez, faz e fará continuamente esforços no sentido de desenvolver o curso de língua e cultura portuguesa, esforços esses que são realizados tanto pelos docentes do Departamento de Língua Portuguesa, como também pelos diretores da Faculdade das LínguasEuropeiasepeloreitordaUEIT.
O artigo que agora se apresenta terá 4 partes principais e uma conclusão e aprensentar-se-ão, nomeadamente, os aspetos seguintes relativos ao departamento de língua portuguesa da UEIT, não deixando de se fazer referência aos planos para o seu desenvolvimentonofuturo:
1. Criação do curso de licenciatura em língua e cultura portuguesa na Universidade de Estudos InternacionaisdeTianjin A língua portuguesa é a sexta língua materna maisfalada no mundo,existindo oito países que têm o Português como língua oficial. Na China, a Língua Portuguesa tem sido tratada como uma língua menor. Nos últimos anos, especialmente depois de 2000, com o desenvolvimento das relações de cooperação entre a China e os países lusófonos, a Língua Portuguesa tornou-se cada vez mais importante naquele país asiático.
Quando se falou sobre a criação do curso de licenciatura em língua e cultura portuguesa, o reitor Xiu Gang da UEIT referiu “Tomarmos a decisão da criação do curso de licenciatura em língua e cultura portuguesa não é uma coincidência. Todos nós líderes da Universidade considerámos por muito tempo e analisámos os pontos fortes e pontos fracos da fundação do Departamento de Língua Portuguesa.No fim, preparámos os materiais para pedir ao Minitério de Educação da China sobre a fundação do nosso Departamento de Língua
Portuguesa e não demorou muito tempo, o Ministério passou o nosso pedido.”.
Quando se referiu as razões da fundação do Departamento de Língua Portuguesa, o reitor Xiu Gang expressou “A razão principal da fundação do Departamento de Língua Portuguesa na UEIT é para satisfazer o necessário do mercado de trabalho na China. A UEIT abriu este curso de licenciatura em 2005 e foi a 4ª universidade que abriu este curso. Naquele tempo, cada ano só se formaram menos de 70 licenciados. Este número é muito longe desatisfazer o mercado de trabalho e muitos licenciados de língua espanhola dedicaram-se nos trabalhos de língua portuguesa. Em 2001, com o levantamento dos países BRICS, a China terá cada vez mais cooperações com o Brasil no futuro e claramente que precisará mais gente que fale língua portuguesa.”
Segundo as razões referidas, a UEIT abriu o curso de licenciatura em língua e cultura portuguesa em 2004 e começou a receberosalunosdaprimeiraturmaem2005.
2. Desenvolvimento do curso de licenciatura em língua e cultura portuguesanaUEIT
Desde a criação do Departamento de Língua Portuguesa em 2005, crescendo quase 10 anos, até à atualidade, o Departamento já tem 6 professore e 4 turmas de 1º, 2º, 3º e 4º anos. Ou seja, em total, são quase 90 alunos no Departamento e entre eles, os do 3º anos não estudam na UEIT, mas estudam na Universidade de Lisboa como intercâmbios. Durante 2005 até 2014, o Departamento de Língua Portuguesa da UEIT tem desenvolvido sem parar, tanto nas áreas da coleção dos manuais, do número dos alunos e professores, da cooperação com as universidade dos países lusófonos, também na área da investigação dos docentes, da melhorarão do curricular do curso e da formação dos docente. A seguir, vai-se apresentar de estas áreas do desenvolvimento do Departamento de Língua Portuguesa da UEIT.
2.1 Os docentes e a formação dos docentes Nos inícios da fundação do Departamento de Língua Portuguesa da UEIT, o Departamento tinha só duas docentes, uma chinesa e uma portuguesa. Todos elas são licenciadas: a docente chinesa formou-se do Curso de Licenciatura em Língua e Cultura Portuguesas da Universidade da Comunicação da China em 2004 e a docente portuguesa formou-se do Curso de Licenciatura em Tradução da Universidade do Porto. Ninguém delas tinham as experiências no ensino de língua portuguesa como língua estrangeira. Era uma aventura para duas docentes licenciadas ensinar o curso de licenciatura em língua portuguesa. A situação da falta dos docentes não melhorou muito até a 2008, em que ano entrou no Departamento outra docente chinesa que se formou da Universidade dos Estudos Internacionais de Shanghai.E depois, nos 3 anos conseguidos, entraram mais 4 docentes chineses, incluindo um doutorado da Universidade Brown. No entanto, este doutorado não trabalhou na UEIT muito tempo e se despediu em 2011. A seguir, pode-se ver segundo o Quadro I o crescimento dos docentes de LP na UEIT.


关闭窗口
 
 首页 | 学院概况 | 师资队伍 | 教学管理 | 学术科研 | 党建之窗 | 团学园地 | 招生就业 | 对外交流 | 资料下载 | 国别研究 
版权所有:威尼斯569vip游戏 Copyright © School Of European Studies TFSU . All rights reserved
地址:天津市河西区马场道117号 邮编:300204 电话:86-22-23285749  传真:022-23285749 E-mail: european@tjfsu.edu.cn

威尼斯569vip游戏#首页(欢迎您)!